domingo, 5 de setembro de 2010

DESEJO INCONSCIENTE


Hoje é um dia qualquer.
 As coisas acontecem sempre num dia qualquer,
nós é que referenciamos o dia
em que as coisas aconteceram.
 O 14 de Julho, o 25 de Abril,
"faz hoje quinze anos que",
 "completam-se dois séculos amanhã",
e todos os dias acontecem coisas importantes
para cada um de nós,
só que há dias em que as coisas que acontecem
são importantes para todos.
 Então o dia deixa de ser um dia qualquer e,
 à posteriori, é quase sempre,
e para sempre, um dia de referência.
 Foi num dia qualquer que te conheci.
 E, num dia qualquer,
comecei a amar-te. E amo-te.
 Todos os dias. Até qualquer dia.
O amor, a dor, a gente, toda a gente,
acaba, inevitavelmente, num dia qualquer.





(Joaquim Pessoa, Vou-me embora de mim)

Todos existimos no presente
Apesar da quantidade de
significados que possam ter estado no passado
O futuro existe independente
Da nossa vontade
E apesar dos nossos desejos.



 Na têmpora rolando :
Philip Glass - Morning Passages
clipe e imagens AQUI

Um comentário:

Poeta del Cielo disse...

un dia se converte en qualquier quando no somos parte dele y nao deixamos nosso selo nele ao amar ao compartilhar um momento con un ser querido--- de felicidade so asim ele se converte en especial ao vivir....

felicidades amiga

abracos
otima semana

saludos de coracao.

muito obrigado por tus lindo comentarios que de verdade me deixan muito feliz obrigado de coracao.. seja sempre muito bemvinda sempre