quinta-feira, 5 de agosto de 2010

SER DESFOCADOOOOO......



Não digas nada!
Não,nem a verdade!
Há tanta suavidade em nada se dizer
E tudo se entender -
Tudo metade
De sentir e de ver...
Não digas nada!
Deixa esquecer.
Talvez que amanhã
Em outra paisagem
Digas que foi vã
Toda essa viagem
Até onde quis
Ser quem me agrada...
Mas ali fui feliz...
Não digas nada.

Fernando Pessoa


Digo,dizendo sem dúvidas
Que assim está sendo.
Inexplicavelmente difícil
Não existe sentido
e sim SENTIDOS,
Noites intermináveis,
Buscas insanas,
Cenas estranhas,
Trilha surreal
Dor profana.
Ser de papel
Olhar descontente
Sou incoerente?
Odeio lacunas
Mas caí numa delas
Dentro de mim
Fora do mundo
Chuva nos olhos
Pessoas distantes
Não quero pensar em mais nada
Esse meu eu inconstante
Me leva a ruas diversas
E a pensamentos distantes
Deixa pra lá...

beijo




Na têmpora rolando:
SOCORRO!
(Arnaldo Antunes por
Cássia Eller)

Um comentário:

Poeta del Cielo disse...

versos muito sentidos..cheios de muita poesia neles profundo de un coracao lindo ..

Saludos
abracos

otima semana amiga

obrigado pela visita y pelo comentario adore

abracos