sexta-feira, 6 de agosto de 2010

CONHECE ESSA RAPARIGA ???



No acaso da rua o acaso da rapariga loira.
Mas não, não é aquela.
A outra era noutra rua,
 noutra cidade, e eu era outro.
Perco-me subitamente da visão imediata,
Estou outra vez na outra cidade, na outra rua,
E a outra rapariga passa.



Que grande vantagem
o recordar intransigentemente!
Agora tenho pena de nunca mais
 ter visto a outra rapariga,
E tenho pena de afinal
nem sequer ter olhado para esta.
Que grande vantagem trazer
 a alma virada do avesso!



Ao menos escrevem-se versos.
Escrevem-se versos,
passa-se por doido,
 e depois por gênio, se calhar,
Se calhar, ou até sem calhar,
Maravilha das celebridades!



Ia eu dizendo que
 ao menos escrevem-se versos...
Mas isto era a respeito de uma rapariga,



De uma rapariga loira,
Mas qual delas?



Havia uma que vi há muito tempo
numa outra cidade,
Numa outra espécie de rua;
E houve esta que vi
 há muito tempo numa outra cidade
Numa outra espécie de rua;
Por que todas as recordações
 são a mesma recordação,
Tudo que foi é a mesma morte,
Ontem, hoje, quem sabe se até amanhã?



Um transeunte olha para mim
 com uma estranheza ocasional.
Estaria eu a fazer versos
em gestos e caretas?
Pode ser... A rapariga loira?
É a mesma afinal...
Tudo é o mesmo afinal ...



Só eu, de qualquer modo,
 não sou o mesmo,
 e isto é o mesmo também afinal.





(Álvaro de Campos)


Nada melhor do que ter
por perto quem a gente possa
beijar
beijar
beijar.


( na foto: Eu e meu grude em Porto de
Galinhas semana passada.
Nem preciso dizer que estou odiando
ter que voltar pra velha SP chuvosa...) 


 Na têmpora rolando: INFLATABLE - BUSH
clipe AQUI

4 comentários:

Leonardo B. disse...

[tantas pessoas em Pessoa, tantos mundos dentro de Campos]

um imenso abraço, Ale

Leonardo B.

* pela partilha dessa felicidade, sempre grato!

Tâmara disse...

Arretadissima, eu diria!


saudades de tu, Minha Lôra!

Beijos!

Valter Montani disse...

Oi Alê,

querida: estou com um poema novo se quiser opinar, ficarei feliz, veja um trecho:

Com as forças sobrenaturais
invadiste, tomaste meu corpo
antes que eu algo balbuciasse
sagaz, minha boca silenciaste.

[ rod ] ® disse...

Nada melhor do que um beijo afetuoso e sincero!

bjs moça querida.