domingo, 13 de dezembro de 2009

NEM SEMPRE...



Olhar  em que direção?
Pouco importa ...
O que vale é estar enxergando.
E ver longe é mais fácil
Do que se pode imaginar.
Imagens
Palavras
Sons
Tudo se mescla
Nada se perde
O importante permanece
E o urgente deixa de existir
A Vida Gira
O dia passa
mostra uma vida ...
O melhor de tudo isso é respirar ...
deixar fluir
Ouvir
Sentir
improvisar (?)
A verdade pode ser inteira,
E a farsa só um pedaço
Porque cada um tem o que merece
E nem sempre se pode querer tudo ...
Ter tudo ...
Reclamações ...
imposições
tantas perguntas ...
As respostas não são suas
Nem sempre pra você.
Respondo antes de tudo pra mim mesma
E descobri que a parte mais dura da minha vida
é tentar me entender


Beijoooooo

5 comentários:

Marcelo Mayer disse...

gosto disso. de contradições poéticas. de indecisões, de perguntas e mais perguntas. de poesia livre!

Barbara disse...

Não tente.
Pois está claro que não és pessoa estática.
Moves-te com a vida e entender isso é dispensável prá quem tem a coragem de escrever que não se entende.
Não tente.
Continue a mover-te.

[ rod ] ® disse...

de que vale a direção realmente, o interessante é ir, ver, sentir... verbalizar sempre... bjs moça.

Mariah disse...

eu ja desisti. uso a parte mais dura da vida para sofrer.

Mågø Mër£Îm disse...

Se entender, é possivel? rs

A vida é dura e a duvida perdura..rs