segunda-feira, 23 de agosto de 2010

ALCANÇAR O INFINITO




O tempo acaba o ano, o mês e a hora,
A força, a arte, a manhã, a fortaleza;
O tempo acaba a fama e a riqueza,
O tempo o mesmo tempo de si chora;



O tempo busca e acaba o onde mora
Qualquer ingratidão, qualquer dureza;
Mas não pode acabar minha tristeza,
Enquanto não quiserdes vós, Senhora.



O tempo o claro dia torna escuro
E o mais ledo prazer em choro triste;
O tempo, a tempestade em grã bonança.



Mas de abrandar o tempo estou seguro
O peito de diamante, onde consiste
A pena e o prazer desta esperança.



Luís de Camões



Meu caminho está escrito nas estrelas dos teus olhos,
No som da tua voz,
No zunir dos meus ouvidos, quando  noto-te serena,
Atravesso o horizonte inteiro buscando respostas
Mas só encontro pontos finais,
Vivo o  egoísmo, esse meu ser dependente,
Um dia hei de ser muito melhor
Um dia aprenderei a dominar meus sentimentos,
Saberei andar com meus pés e não com meu coração
Neste hiato visceral sou o mais raso dos seres,
Esperando que um milagre aconteça,
Acreditando no mais compreensível absurdo,
Anestesiando todos os instantes que ainda lhe restam



(be continued)
Beijo...

 Na têmpora rolando: CONTATO IMEDIATO
ARNALDO ANTUNES. Clipe abaixo:

Um comentário:

Poeta del Cielo disse...

o tempo e a esperanca do amanha... de nos renovar sempre a vida y de buscar a felicidade plena

Abracos
otima semana

saludos de coracao