domingo, 21 de setembro de 2008

O SEU O MEU O NOSSO DESTINO...




Segundo a própria definição em alguns dicionários, “Destino diz respeito a ordem natural estabelecida do universo. Geralmente é concebido como uma sucessão inevitável de acontecimentos provocados ou desconhecidos.
O destino é muito usado para tentar explicar o absurdo dos acontecimentos existênciais, assim também, como a responsabilidade dada as divindades para tais acontecimentos.” (Fala sério !!!)
Claro que não me contentei com isso e fui atrás de outra explicação. Li e tentarei dar uma resumida básica sobre esse tema que para minha surpresa, há tempos vem sido cogitado.

Muitas vezes vivemos alguns fatos aos quais não podemos determiná-los, e eles acontecem independentes de nossa vontade. Portanto diz-se que a fatalidade ou sina era determinada na Antiga Grécia por três mulheres e essas eram conhecidas como MOIRAS .
As MOIRAS representam o destino de cada indivíduo, eram as fiandeiras.(relativo a tecer) Seus nomes: (CÍOTO, LÁQUESIS e ÁTROPOS) e respectivamente tinham como função: fabricar o fio (curso de nossa existência , o mesmo que nascimento) ,o desenrolar do fio (vida) e cortá-lo (nossa morte).

Segundo eles, esse destino era uma predestinação e que esse só poderia ser ENFRENTADO mas não EVITADO. Em resumo, tinha que se enfrentar a sina e aceitar o seu destino e isso repercutia no caráter do indivíduo. ( Não é que esses GREGOS não falavam tão GREGO assim!!!)

Com isso se definia esse indivíduo tornando-o único e de uma forma individualizada ,sua vida era moldada, porém cada qual á seus olhos... ( segundo minha interpretação) .

Não sou burra e nem minha loirice está me contaminando , por isso penso que minha ordem natural tem sido estabelecida por essa que vós fala e é claro pelo “Sir God” lá de cima... Acho que quando a gente pára de esperar as coisas e resolve fazê-las ,nossa manivela chamada vida dá uma guinada...( Claro que ás vezes para frente outrora p/ trás), mas que ela anda....Não se pode negar!

Quando deixamos de esperar respostas e começamos a fazer as escolhas, por mais erradas que elas possam parecer ,certas ou incertas, quando seguimos nosso coração, ou mesmo a razão, como se diz na própria canção :“ quando se vive intensamente, viajando por todas as estrelas, quando se enxerga tudo sem qualquer distinção, quando ocorrem arrependimentos, mas se faz tudo o que se tinha que fazer”...
Podemos chamar isso de ter nosso destino e o controle de nossa vida e porque não dizer que trilhamos nosso próprio caminho... Sei que para mim destino é a nossa coragem, e caminho o combustível para nossa felicidade. Mesmo que muitas vezes a negamos despretensiosamente...

Não esqueçamos que perder-se também é caminho segundo Clarice Lispector
Assim como ter consciência de que no final é você quem vai prestar contas com você mesmo independente de derrapagens passadas ou futuros tropeços.

O mais importante é não deixar de viver com todas as suas forças.

E tem uma música do Elvis chamada MY WAY ( MEU CAMINHO ) cantada por muitos (desde Sinatra á Sid Vicious )
mas que eu adoroooooooo essa versão com Robbie Willians e que fala mais ou menos assim
no final:

FOR WHAT IS A MAN?
WHAT HAS HE GOT IF NOT HIMSELF?
THEN HE HAS NAUGHT
TO SAY THE WORDS HE TRULY FEELS
AND NOT THE WORDS OF ONE WHO KNEELS.
THE RECORDS SHOWS I TOOK THE BLOWS
AND DID IT MY WAY!

(PARA QUE SERVE UM HOMEM ?
O QUE ELE TEM QUE CONQUISTAR, SE NÃO ELE MESMO?
OU ENTÃO ELE NÃO TEVE NADA.
PARA DIZER AS PALAVRAS QUE ELE SENTE DE VERDADE
E NÃO AS PALAVRAS DE QUE O COLOCAM DE JOELHOS
OS REGISTROS MOSTRAM QUE SUPORTEI AS VENTANIAS
E QUE FIZ MEU DESTINO!)






Portanto FAÇA O SEU DESTINOOOOOOOOO !!!!
Não o deixe nas mãos de ninguém...
Super beijoooooooooooo

Ale



2 comentários:

GUILHERME PIÃO disse...

Concordo plenamente.
Gosto muito desta música, mas cantada por Frank Sinatra.
Abraços

Carol disse...

Deus meu... seu texto me deu um monte de tapas na cara. Preciso pegar minha vida pelas rédeas e párar de deixar tudo simplesmente acontecer...

Adooooro aqui!